Hoje chorei. Chorei muito. - Birras em Direto

Hoje chorei. Chorei muito.

Fotografia Dois é Par

A pressão destas semanas acabou por me fazer ceder, inesperadamente, sem dor ou contrações.

Chorei, chorei muito, não o posso esconder. Senti um turbilhão de emoções a invadir-me e não aguentei. Precisava deitar cá para fora tudo o que estava a sentir. Precisava limpar a alma. Perdoem a minha fraqueza, perdoem ter vacilado.

Ontem, o cansaço já se apoderava de mim. Hoje, enquanto tomava banho e a água descia pelo meu rosto, as lágrimas não paravam de cair. Queria gritar, sair daqui, abraçar o meu filho, o meu marido, precisava de um boost energético, porque senti que estava a fraquejar.

Serei fraca por isto? Andei a aguentar durante estas semanas para me ir abaixo agora. Será normal? Será justo para os meus filhos? E para mim?

Hoje, estou em dia não. Hoje, não é um bom dia. A dor no coração está mais forte do que qualquer contração. Mas, se aguentei até agora, posso aguentar mais. Claro que posso!

Amanhã farei as 31 semanas e depois será um pulinho até ao meu grande objetivo. Mas… E se quiserem nascer mais cedo? Terei forças para travar mais batalhas? As dúvidas não deixam de me assombrar. As médicas dizem que cada dia é uma vitória, para aguentar firme, e os enfermeiros são a nossa segunda família. A cama, neste momento, é a minha melhor amiga, pois o repouso é o que tem aguentado os gémeos aqui dentro.

Escrevo-vos enquanto oiço “The Power of Love”, da Jennifer Rush. O meu Pai acabou de me pedir que a ouvisse, pois era a única música que me fazia acalmar quando era pequenina. Embora me dê uma certa paz, porque me é familiar, não consigo controlar as lágrimas que teimam em cair. Tenho medo que entre alguém de repente no quarto e me veja neste estado, sei que as perguntas vão surgir e não quero justificar-me.

Não estou a bater no fundo e não vou ficar presa a esta dor. Este não é o meu limite. Eu conheço-me! Vou ter de ganhar forças para voltar à superfície. Uma superfície que diariamente se torna cada vez mais imprevisível, mas tenho de lá permanecer e deixar a mente fluir naturalmente. Irei encontrar obstáculos todos os dias, mas o sabor da vitória será recompensador. E de que maneira.

Desculpem o desabafo, mas precisava deste dia para limpar a alma.

Beijinhos

Estou à tua espera também no Instagram e no Facebook 

Só tens de me seguir 
🙂

Lê também estes Artigos

Sem Comentários

Deixar Resposta