Arquivo de Birras em Direto - Birras em Direto
Browsing Tag

Birras em Direto

Não existem corpos perfeitos

A palavra dieta para muitos pode significar fracasso, para outros uma meta a atingir ou até a salvação da sua saúde. Para ser sincera nunca pensei vir a precisar de fazer dieta para me sentir bem com o meu corpo – eu explico porquê.

Sempre fui uma criança e adolescente muito magra, tinha imensos complexos com o meu corpo pois diariamente faziam questão de reforçar este sentimento apelidando-me Olivia Palito. Tomava comprimidos para engordar, comia um pão inteiro antes de adormecer pois sabia que durante a noite não iria queimar calorias, vestia dois pares de calças por baixo de outras para parecer mais gorda… Não imaginam as coisas que inventava só para conseguir aparentar a imagem que na minha cabeça estaria perto da perfeição. Os meus pais e os meus amigos não faziam ideia disto!

Escapadinha sem filhos e sem culpa

Há uns dias o meu marido enviou-me uma mensagem em tom de desabafo, dizia que precisávamos de uns dias para nós, sem filhos. Aquele sentimento agridoce invadiu-me e fiquei sem saber se seria uma ótima opção ou não. Por um lado pesava o facto de precisarmos de tempo para os dois, de recarregar baterias e alimentar a paixão mas por outro deixar, os miúdos durante esse tempo com os avós, tios e tias deixa-me um pouco desconfortável. Explico porquê – Confio plenamente na minha família mas se os miúdos ainda não dormem uma noite seguida connosco como será com outras pessoas? Não estão habituados à nossa rotina, às suas necessidades… O homem lá de casa diz que estou a exagerar e até pode ter razão. Diz que estou muito agarrada aos Birras e tenho de relaxar. Eu até acho que sou bastante descontraída relativamente a esse assunto mas há sempre outras visões. Nós adoramos viajar, adoramos escapadinhas de fim de semana, seja dentro ou fora do país e já não o fazemos desde o verão, acho que já estamos a precisar.

A menina do Papá

Posso desde já afirmar que sou uma ciumenta descarada quando vejo a cumplicidade que existe na relação da minha filha e do meu marido. Para ser sincera eu sou a verdadeira Menina do Papá e já deveria prever que a minha filha fosse pelo mesmo caminho, pois tive a sorte do seu pai ser tão extraordinário como o meu, ou seja, como o seu avô. Era um dos meus maiores sonhos – ter uma pessoa ao meu lado que fosse tão bom Pai como o meu.

Sou Gay e um dia quero ser Pai

Já me perguntaram várias vezes como reagiria se um dos meus filhos fosse homossexual. Só quem não me conhece realmente, faz uma pergunta deste género. Nada iria mudar…o amor que sinto pelos meus filhos sejam eles heterossexuais ou homossexuais será exatamente o mesmo! Se ficaria preocupada? SIM… Mas com a forma como poderiam ser tratados pela sociedade!

No seguimento deste assunto perguntei ao meu colega de trabalho e amigo João Costa se um dia gostaria de ter filhos com o seu namorado e quais seriam os seus maiores receios.

Ele respondeu:

As histórias de encantar não funcionam com o meu filho!

Gosto muito de ler histórias ao Rafa e ontem quando fomos para a cama, ele insistiu para lhe dar o telemóvel com o objetivo de ficar vidrado no youtube, mas eu resisti e disse que NÃO. Disse também que lhe ia contar a história dos mosqueteiros e ele lá acalmou. Aninhou-se no meu peito e eu a sentir aquela melancolia do crescimento repentino dos filhos, abracei-o com muita força ao ponto dele se queixar (risos).

O caos instalou-se e teima dizer adeus!

Já passam das 22h e a casa devia estar em silêncio para poder preparar o dia de amanhã e organizar a confusão que os birras fizeram dentro destas 4 paredes. No entanto, a Diana ainda chora pois deve estar com algum desconforto, o Rafa teima ir para a sua cama e faz a sua 10º birra diária e o Diego é o único que dorme (estranhamente).

Escapadinha em família: Sem sair de Lisboa

Já alguma vez se lembraram de tirar uns dias e fazerem uma escapadinha na vossa própria cidade? Pode parecer um pouco estranho mas acreditem que vale a pena.

Desta vez não fizemos a escapadinha normal, decidimos aproveitar a sexta-feira de uma forma diferente. Deixámos os miúdos no colégio e fomos diretos para o hotel. Ficámos hospedados no UponLisbon, situado em Benfica com Sintra no horizonte e o Estádio da Luz como cenário, a 15 minutos da nossa casa ( bem pertinho para depois irmos buscar os miúdos no final do dia ). Tirámos essas horas para namorar, descansar, dar uns mergulhos na piscina, beber uns cocktails, ler um livro e degustar uma refeição em paz sem birras como barulho de fundo. É importante que o casal tenha tempo para si pois a partir do momento que abraçam a paternidade o foco é quase sempre a criança e ao deixar de alimentar a relação automaticamente esta morre. Acreditem que aquele dia soube-nos pela vida e deixou-nos mais unidos… Às vezes bastam pequenos momentos para fazer toda a diferença numa relação.

Viajar de avião com 1 criança e 2 bebés

Na cabeça da maioria dos amigos e familiares parecia quase impossível viajarmos de avião com 1 criança de 4 anos e 2 bebés de 9 meses mas posso afirmar que arriscámos, agora se correu bem ou não já vão ler… eheheh

Sempre gostámos muito de viajar, fosse em lazer ou trabalho mas a partir do momento que fomos pais sabíamos que as coisas seriam diferentes, MUITO DIFERENTES! Com o Rafa correu sempre bem mas não podíamos criar expectativas desta vez porque estávamos em minoria (2 para 3). Marcámos as férias para Maiorca, queríamos um destino calmo e propício para famílias e aconselharam-nos o norte da ilha, mais propriamente Alcúdia. Falarei sobre as férias e toda a sua logística num outro artigo, agora vamos concentrar-nos nas viagens de avião.