Arquivo de Família - Birras em Direto
Browsing Category

Família

Consegui perder peso na Quarentena?

Fechada em casa há quase 1 mês será que consegui fechar a boca também aos doces, massas, pizzas, fast food?

Será que perdi peso? Mantive? Ganhei ? 

 Espreitem o vídeo que fiz com a minha nutricionista… É basicamente uma consulta online, com dicas muito importantes 

O primeiro passo da mudança

No final de 2019 já tinha decidido que 2020 seria essencialmente para cuidar de mim, para voltar a apaixonar-me pelo meu corpo, pela minha mente, pela Marta que tinha realmente saudades. 

Andava com falta de energia, saltava refeições, comia pouco durante o dia e muito à noite, o que era totalmente errado. Para ser sincera o meu maior problema sempre foi ao final do dia, ficava cheia de fome, só me apetecia comer doces e comidas pesadas mas logo de seguida ficava mal disposta. O facto de ter uma grande diversidade de restaurantes perto da minha casa ajudava nesta situação, pois num dia comia um hambúrguer, no outro pizza, sushi, massas… e para ajudar à festa, tenho uma ótima pastelaria mesmo no meu prédio e os bolos são uma tentação impossível de resistir. Sentia que o pecado estava sempre ao virar da esquina e as desculpas da falta de tempo porque trabalho durante o dia, tenho outro projeto em mãos, cuidar de uma família com três miúdos, tudo isto e muito mais deixava-me totalmente de rastos e ía buscar o conforto na comida.

O internamento da Diana

Recebi inúmeras mensagens carinhosas e recheadas de amor a partir do momento que partilhei convosco o internamento da Diana. Foram dias atribulados e muito cansativos e não só para mim e para o pai mas também para os nossos filhos e quem se disponibilizou a ajudar e efetivamente o fez. É realmente nestas alturas que vemos quem está lá, quem o faz por amor, quem quer prestar auxílio verdadeiramente. Ao longo dos anos tenho sentido na pele algumas desilusões mas algo que tenho a aprender, efetivamente, é não criar expetativas, não esperar nada de ninguém pois só assim conseguirei prevenir o desapontamento.

Não existem corpos perfeitos

A palavra dieta para muitos pode significar fracasso, para outros uma meta a atingir ou até a salvação da sua saúde. Para ser sincera nunca pensei vir a precisar de fazer dieta para me sentir bem com o meu corpo – eu explico porquê.

Sempre fui uma criança e adolescente muito magra, tinha imensos complexos com o meu corpo pois diariamente faziam questão de reforçar este sentimento apelidando-me Olivia Palito. Tomava comprimidos para engordar, comia um pão inteiro antes de adormecer pois sabia que durante a noite não iria queimar calorias, vestia dois pares de calças por baixo de outras para parecer mais gorda… Não imaginam as coisas que inventava só para conseguir aparentar a imagem que na minha cabeça estaria perto da perfeição. Os meus pais e os meus amigos não faziam ideia disto!

Escapadinha sem filhos e sem culpa

Há uns dias o meu marido enviou-me uma mensagem em tom de desabafo, dizia que precisávamos de uns dias para nós, sem filhos. Aquele sentimento agridoce invadiu-me e fiquei sem saber se seria uma ótima opção ou não. Por um lado pesava o facto de precisarmos de tempo para os dois, de recarregar baterias e alimentar a paixão mas por outro deixar, os miúdos durante esse tempo com os avós, tios e tias deixa-me um pouco desconfortável. Explico porquê – Confio plenamente na minha família mas se os miúdos ainda não dormem uma noite seguida connosco como será com outras pessoas? Não estão habituados à nossa rotina, às suas necessidades… O homem lá de casa diz que estou a exagerar e até pode ter razão. Diz que estou muito agarrada aos Birras e tenho de relaxar. Eu até acho que sou bastante descontraída relativamente a esse assunto mas há sempre outras visões. Nós adoramos viajar, adoramos escapadinhas de fim de semana, seja dentro ou fora do país e já não o fazemos desde o verão, acho que já estamos a precisar.

A menina do Papá

Posso desde já afirmar que sou uma ciumenta descarada quando vejo a cumplicidade que existe na relação da minha filha e do meu marido. Para ser sincera eu sou a verdadeira Menina do Papá e já deveria prever que a minha filha fosse pelo mesmo caminho, pois tive a sorte do seu pai ser tão extraordinário como o meu, ou seja, como o seu avô. Era um dos meus maiores sonhos – ter uma pessoa ao meu lado que fosse tão bom Pai como o meu.

Tu consegues!

Desde pequena sempre fui incentivada pelo meu Pai a arriscar, a ir em frente para conseguir aquilo que realmente queria… Passava dias a ponderar e quando o meu pai percebia a minha indecisão e às vezes mesmo sabendo que ia falhar, ele dava-me força para avançar. Eu precisava deixar os medos para trás, precisava de arriscar e falhar para aprender com os meus erros! Hoje faço uma retrospectiva e lembro-me de todos esses momentos… Faz-me querer educar os meus filhos da mesma forma…

Sou Gay e um dia quero ser Pai

Já me perguntaram várias vezes como reagiria se um dos meus filhos fosse homossexual. Só quem não me conhece realmente, faz uma pergunta deste género. Nada iria mudar…o amor que sinto pelos meus filhos sejam eles heterossexuais ou homossexuais será exatamente o mesmo! Se ficaria preocupada? SIM… Mas com a forma como poderiam ser tratados pela sociedade!

No seguimento deste assunto perguntei ao meu colega de trabalho e amigo João Costa se um dia gostaria de ter filhos com o seu namorado e quais seriam os seus maiores receios.

Ele respondeu: