Madrid em Família e com muitas Birras - Birras em Direto

Madrid em Família e com muitas Birras

Madrid era a TAL cidade para mim e para o Edi. Foi a nossa primeira viagem fora de Portugal, foram umas férias inesquecíveis, éramos miúdos ainda e tudo parecia perfeito. Madrid depositou em nós uma magia e um encanto diferente de todos os outros lugares que já visitámos, por nós vivíamos lá! Voltámos algumas vezes juntos e curiosamente também separados mas em trabalho e desta vez iríamos em família, com o mais recente membro, o nosso Filho. Estávamos eufóricos, desejosos mesmo…

Imaginámos que seria algo único, diferente, que iríamos mostrar ao Rafael e poder vivenciar tudo o que os Pais tiveram oportunidade anteriormente.

Vou contar-vos a nossa escapadinha a Madrid…

Fomos pela easyjet, os 3 bilhetes de ida e volta ficaram a 240€, o voo foi muito cedo ainda de madrugada. O Rafael só tinha dormido umas 4 horas mas estava com a energia no nível mais elevado. No entanto, as birras também estavam nesse nível, demos um desconto pois também tínhamos dormido pouco e as nossas birras também não estavam a ser fáceis de aturar…

No avião não quis sentar-se no seu lugar apesar de sermos obrigados a colocá-lo na sua cadeira, ele berrou, chorou pois queria ir ao colo. Por mais que tentássemos entretê-lo e desviar a sua atenção não estava a ser fácil. A viagem dura apenas 1 hora, ele adormeceu 10 minutos antes de aterrarmos ahahah, acordou logo de seguida como é óbvio.

Adora andar de avião mas desta vez não foi fácil, apanhámos de seguida o metro e como era a primeira vez, estava a achar tudo fantástico apesar das birras que fez para levar as malas sozinho.

No primeiro dia fomos passear pela zona do Estádio Santiago Bernabéu, demos um pulo até à Puerta Del Sol, Gran Vía e Plaza Mayor. Tudo de metro e a pé, claro que levámos o carrinho do Rafael se não era impossível ele fazer isto tudo a pé connosco. Adormeceu à tarde e dormiu umas 3 horas e meia. Estava de rastos e assim que acordou nós estávamos estoirados como é óbvio e ele numa boa.

No dia seguinte demos um passeio pelo Palácio Real, pelo Parque de El Retiro e Estação de Atocha.

No terceiro dia, o Edi tinha de ir trabalhar e eu fui passear com o Rafa e com um casal amigo. Fomos até ao Templo de Debod e novamente ao Palácio Real. Nesse dia o Rafael estava imparável, fugia de nós, fazia 1000 birras quando não lhe fazíamos as vontades e eu estava esgotada.

Quarto dia, o dia do regresso a Portugal e acreditem ou não eu estava desejosa que isso acontecesse, estava a ser muito difícil conseguir controlar o temperamento do Rafael, ele estava a testar os nossos limites e nós já não sabíamos como havíamos de lidar com isso. Ele está habituado a passear, a sair da sua zona de conforto, a viajar mas não sei o que se passou desta vez.

No regresso a Lisboa durante a viagem de avião, resistiu também ao seu lugar mas com algum esforço da nossa parte lá se portou bem.

Chegámos a casa de rastos, só queríamos dormir e dormimos os 3 até tarde. Precisávamos de descanso e conseguimos recuperar!

Agora Madrid tem outro encanto, vivenciámos uma experiência diferente e temos de voltar para recuperarmos o encanto daquela cidade.

Onde comemos?

Vips – Tomámos o pequeno almoço no Vips, pedimos panquecas, uma tosta mista e um pequeno almoço inglês. Gostei especialmente das panquecas de banana com doce de leite. 

McDonald´s – Almoçámos no primeiro dia no McDonald´s, um sítio que dispensa apresentações como é óbvio. Eu tenho de ir a todos os McDonald´s em cada cidade que visito, é uma mania não me perguntem porquê.

100 Montaditos – Também acho que dispensa apresentações é praticamente igual em Portugal. Eu gosto particularmente, é um restaurante em conta e podemos pedir inúmeras variedades o que não nos cansa.

Taberna El Sur – Pesquisámos na net e encontrámos este restaurante, pedimos alguns petiscos e adorámos. Este é um sítio que recomendo, para além da simpatia o serviço foi ótimo. Situa-se na Calle Torrecilla Del Leal 12, 28012 Madrid.

  

As outras refeições foram feitas em casa, íamos ao supermercado DIA, pois era o mais próximo. Os preços são mais elevados que em Portugal mas nada do outro mundo. Acho sempre muito difícil escolher restaurantes em Espanha, ou sou eu que não tenho muita pontaria e não sei escolher restaurantes ou então não sei…

O que visitámos?

Puerta del Sol – Este local marca o início de todas as ruas de Espanha. Cada artéria está repleta de restaurantes, bares, museus, discotecas, lojas… Vir a Madrid e não visitar a Puerta del Sol não é a mesma coisa. É sem dúvida um sítio de visita obrigatória. 

Gran Vía –  Esta é uma das principais e mais conhecidas avenidas da cidade, é também uma avenida com muito comércio. 

Plaza Mayor – Situa-se a poucos metros da Puerta del Sol. É a Praça mais famosa de Madrid, foi construída em grande escala para impressionar. Já foi cenário de inúmeros eventos. Aqui podes desfrutar de um passeio e ainda degustar umas tapas num dos seus restaurantes.

Palácio Real – Um dos maiores e mais impressionantes Palácios da Europa. Esta continua a ser a residência  do Rei de Espanha, apesar do mesmo só a utilizar para eventos importantes. 

Parque de El retiro – O pulmão verde da cidade e o local favorito dos madrilenos para uns passeios durante o fim de semana. Tem mais de 100 hectares e nele podemos descansar e aproveitar a sua beleza que nos envolve.

Estação de Atocha – Uma estação muito bonita e uma das maiores e mais emblemáticas estações de Espanha. Foi aqui que aconteceu o atentado em 2004.

Templo de Debod – Este é um local completamente diferente do que estamos habituados a vislumbrar em Espanha e no resto da Europa. Construído no Séc. IV a.C. pelo Rei cuchita Adijalamani para honrar o Deus Amun, até há apenas algumas décadas situava-se no Egito, muito próximo da primeira catarata do Nilo e agora situa-se em Madrid. O Rafa adorou os seus jardins…

Curiosidades:

  • Saímos do aeroporto e quisemos fazer a viagem de metro, para além do valor da viagem, cada pessoa tem de pagar 3€ de taxa. Este valor é pago tanto para sair do aeroporto como para entrar.
  • É muito complicado andar com um carrinho de criança no metro de Madrid, existem inúmeras escadas e nem sempre há elevador.
  • O centro de Madrid vê-se perfeitamente com caminhadas, vais preferir andar a pé e descobrir cada recanto, aí sim consegues sentir a energia citadina e o seu encanto.
  • Sempre achei as pessoas de Madrid muito simpáticas e continuo a achar. Muito disponíveis. Já me disseram o contrário mas basta abordarmos os madrilenos com um sorriso que certamente será retribuído.
  • Madrid tem mais de 4 milhões de habitantes, é a cidade espanhola com mais habitantes.
  • O Palácio Real é das atrações mais impactantes para os turistas.
  • Atenção aos carteiristas, conheço pessoas que já foram assaltadas sem darem conta.
  • Provem os churros com chocolate quente, é um dos ex-libris e os turistas adoram.
  • Os Invernos são muito frios e os Verões são muito quentes. Madrid vai mesmo ao extremo. Se forem nesta altura agasalhem-se muito bem.

Madrid é sem dúvida uma cidade agitada mas lindíssima. Fascina os seus habitantes mas também os visitantes. A arquitetura e os seus monumentos são de cortar a respiração e merecem ser captados pelas inúmeras objetivas que por lá passam diariamente.

Já tinha visitado os principais Museus de Madrid por isso não voltámos novamente e para o Rafael não sei se teria muito interesse, ainda fazia alguma traquinice e metia-me em despesas. Mas visitem o Museu do Prado, Museu Thyssen-Bornemisza e o Museu Reina Sofia. Adorei conhecê-los.

Percam-se nos jardins, nas suas ruelas, deslumbrem-se pelas praças e fiquem fascinados com o encontro de culturas que lá existe. Uma cidade efervescente e que não pára um segundo. 

Hasta luego Madrid!!! 🙂

PS: Se gostaste deste Artigo e queres receber os próximos em 1ª mão pelo Messenger do facebook CLICA AQUI para subscreveres a minha Lista Exclusiva e tão Especial do Birras em Direto

Lê também estes Artigos

Sem Comentários

Deixar Resposta