Quando a Mãe diz Não e o Pai diz Sim... - Birras em Direto

Quando a Mãe diz Não e o Pai diz Sim…

Mãe posso comer um chocolate? Não filho!

Sai zangado e vai ter com o Pai.

Pai posso comer um chocolate? Sim filho…

Esta história passa-se aqui em casa com esta e muitas outras situações e eu tenho a certeza que na vossa casa também. É desconfortável e complicado para nós Mães que ficamos quase sempre como as más da fita. 

Educar uma criança não é nada fácil, elas têm muitas manhas e facilmente conseguem o que querem. É um autêntico desafio diário conseguirmos impor regras e limites. O problema é que parece que essas regras e limites também têm de ser impostas ao Pai. Quando a discórdia está no ar a criança aproveita de imediato essa situação para tirar vantagem e isso não é bom pois começam as birras e as chantagens. Eles acabam por ficar confusos e ficam sem saber o que podem ou não fazer, daí testarem sempre todos os limites e mais alguns.

Óbvio que estas situações não acontecem todos os dias, e sempre que acontecem eu falo posteriormente com o pai para o chamar a atenção e tento não fazê-lo em frente ao nosso filho. É difícil devo confessar, porque invade em mim um sentimento de raiva que quase me transformo numa leoa prestes a atacá-lo.

Nós sabemos que quando estamos em sintonia, quando temos ambos a mesma opinião e mostramos isso ao Rafa funciona muito melhor, ele sente-se mais seguro de si e não abusa.

Sabemos que isto traz consequências nas crianças, é imperativo que haja harmonia na hora de educar, pois traz respeito, verdade e referência para eles. Enquanto a contradição provoca neles uma grande insegurança e conflito interno pois não sabem quais os limites.

O meu filho, o Rafa ele já sabe como reagimos a certas situações, já sabe que eu sou mais vulnerável em certos momentos e o Pai noutros, aproveita-se disso e repete o que funcionou à primeira para conseguir o que quer.

Quando a Mãe diz Não, o Pai tem de dizer, se a tua Mãe te disse Não, tem um motivo por isso não podes, e isso acontece o mesmo caso seja ao contrário. Porque a maioria das vezes os pais são mais vulneráveis mas outras vezes são as Mães, cada caso é um caso!

Nunca vamos conseguir estar de acordo todos os dias mas ao menos que estejamos à frente do nosso filho. Isso é importante. Mais tarde até podemos vir a falar sobre o assunto e mostrar os pontos de vista, saber quem estava errado e porquê, mas à frente dele nunca.

Podemos até nem dar importância no momento a este tipo de discórdia familiar, mas o que hoje passa despercebido, tem um grande impacto no futuro deles. 

Mamãs passam pelo mesmo?

Beijinhos

 

 

 

Lê também estes Artigos

Sem Comentários

Deixar Resposta