Carta de uma Mulher Grávida ao Marido - Birras em Direto

Carta de uma Mulher Grávida ao Marido

Sei que partilhas comigo a alegria de sermos Pais novamente…

Sei que este sentimento está tatuado no nosso peito e é algo inexplicável…

Mas também sei que embora possas ver o meu estado durante estes 9 meses não podes partilhar comigo tudo aquilo que vai em mim…

Tudo aquilo que sinto a nível físico e psicológico…. É tão intenso que por mais que tentes perceber não vais conseguir…

Podes estar lá para mim 90% das vezes e eu agradeço imenso mas vão haver vezes que não vais aguentar…

Não vais aguentar o meu cansaço e o facto de não conseguir ser a mesma mulher que sempre fui…

Não vais aguentar a minha mudança de humor e os meus estados de fúria inesperados…

Vais ter de deitar cá para fora tudo aquilo que sentes e pode ser da pior forma…

Eu vou ficar triste…Vou chorar mas aguento…

Depois vais cair em ti e vais pedir-me desculpa…

E claro eu irei perdoar-te porque também te peço desculpa por tudo o que estás a passar…

Não conheces esta nova mulher e confesso-te…Eu também não me estou a conhecer…

Mas sabes aquela sensação do corpo não acompanhar o pensamento?

Eu quero ser e fazer tudo o que pensei durante a gravidez…Ser a grávida perfeita e que continua com a mesma energia e com a mesma vida…

Mas não consigo…

Quero poder fazer o almoço e o jantar sem estar enjoada a maioria das vezes…

Mas não consigo…

Quero ter força para brincar com o nosso filho que vem cheio de energia assim que chega a casa…

Mas não consigo…

Perdoa-me…

Não consigo meu amor...

Estou cansada e mesmo agora acordei. Dá para acreditar?

Mas sabes? Durante a noite são mais as vezes que me levanto para ir à casa de banho do que as horas de sono…

Durante o dia os enjoos invadem-me e sem apetite fico automaticamente sem energia..

Quero fazer a alimentação mais saudável mas não consigo…

Quero ser a dona de casa exemplar que sempre fui mas não tenho forças…

Quero continuar com a minha vida normal mas é impossível…

Demorei tempo a respeitar o meu corpo… A aprender a ouvi-lo e claro o mais difícil foi a nível psicológico…

Estoirou comigo…

Sempre fui uma pessoa com bastante energia mas neste momento a fase é diferente…

Se estou cansada e preciso de me deitar para descansar não me peças para ir contigo a algum sítio porque não vou conseguir e vou sentir-me culpada por não te acompanhar…

Se estou enjoada não insistas comigo para comer…

Se te peço algo de madrugada porque estou com desejos não penses que é apenas um capricho…

Desculpa se não consigo demonstrar todo o meu amor por ti nesta fase porque estou demasiado concentrada na gravidez e em todos os sintomas que vêm por arrasto…Não é por mal…

São apenas alguns meses e depois vem a aventura que já conheces mas desta vez a dobrar…

Amo-te e Preciso de Ti!

Obrigada por tudo meu Amor…

Lê também estes Artigos

Comentários (2)

  • Patrícia Rodrigues 6 dias ago Responder

    Como sempre.. Fantástica em tudo o que diz! 😉😘😘

    Marta Rodrigues 5 dias ago Responder

    Oh Patrícia obrigada pelo carinho. Um beijo enorme

Deixar Resposta