5 Dicas para lidar com as terríveis birras dos 2 anos - Birras em Direto

5 Dicas para lidar com as terríveis birras dos 2 anos

Oh não outra birra!!!

É a primeira coisa que me vem a cabeça quando vejo que o Rafael está a fazer mais uma.

Antes de ser mãe olhava paras as outras crianças e até cheguei a partilhar com algumas pessoas:

“Quando tiver um filho, ele nunca irá fazer uma birra destas em pleno supermercado! Como é que é possível uma criança atirar-se para o chão como se não houvesse amanhã por causa de um brinquedo?!

Não!!! Isto parte da educação dos pais, eles são demasiado brandos com a criança! É muito mal educada, mimada e cheia de frescura…”

Marta devias ter estado calada!!!

Agora engoles tudo aquilo que disseste no passado!!! Sim… Porque as birras do Rafael não começaram só aos 2 anos! Começaram muito antes.

Mas devo confessar que estas birras dos 2 anos, estas sim são birras de tirar qualquer um do sério!

Birra para acordar…

Birra para lavar os dentes…

Birra para vestir…

Birra porque quer o tété (biberão)…

Birra para sair de casa…

Birra porque quer levar a bicicleta para a escola…

Birra porque quer levar outros sapatos e não os que tem para a escola…

Birra porque não quer comer…

Birra para entrar no carro…

Birra para sair do carro…

Birra para entrar na escola…

Birra…

Birra…

Birra…

Birra…

Ahhhhhhhhhhhhh que sufoco!

Ainda só vamos no inicio do dia e já conto mais de 10 birras. Como é possível?

OK! Procurei…Procurei e encontrei muitas explicações, muitas dicas e vou partilhar convosco algumas delas. Eu confesso que já meti algumas em prática e comigo tem dado resultado, mas atenção cada criança é uma criança e nem todas agem da mesma forma.

Aqui vão elas…

1- Desviem a atenção do vosso filho

Assim que a criança estiver prestes a fazer uma birra ou mesmo que já esteja a fazê-la tentem desviar a sua atenção para outra coisa, algo que ela goste e saiba que a vai deixar mais calma e a pensar nisso.

Exemplo: Muitas vezes quando o Rafael quer levar a bicicleta para a escola e claro que não pode, eu digo: “Ok! Então vamos fazer assim filho, levas o carrinho, aquele que tu tanto gostas e que cabe na mochila e dizes à bicicleta que já vens para brincar com ela, e assim que a escolinha acabar vou contigo ao parque e com a bicicleta pode ser?” Atenção mamãs entusiasmo nas palavras quando desviamos a atenção deles é um dos truques.

2- Tenham consciência de quem é a criança e quem é o adulto

Quantas vezes somos mais infantis que eles? Não vamos entrar em disputa e sim compreender o que querem e tentar mostrar aquilo que pretendemos de forma inteligente e não da mesma, com gritos e palmadas. Pois no fim já são os dois a fazer birras e não apenas o vosso filho. Dar o exemplo é o melhor que podemos fazer. Não nos podemos esquecer que eles são o nosso espelho. E se acham que às vezes estão prestes a perder o controlo então afastem-se e peçam ajuda a quem estiver mais próximo ( Pai, Avó, Avô, Tia, etc ) , não há problema e todos nós sabemos que quem está de fora por vezes tem mais facilidade em resolver o problema pois não o sente da mesma forma que nós.

3- Deixem o vosso filho tomar decisões

Vamos deixar que eles tomem decisões, eles adoram quando isso acontece e claro as opções que lhes damos vão ser sempre as que queremos.

Exemplo: “Preferes comer um pãozinho e beber um copo de leite ou que a Mãe te faça uma papinha?” Ele até pode querer chocolates ou outra coisa, mas se lhe mostrar-mos algumas opções e se for ele a escolher vão ver que se vai sentir muito mais confiante e a birra? Essa ficou para a próxima…eheheh

4- Valorizem as birras

Não vamos desvalorizar as birras dos mais pequenos pois colocam sentimento nelas e às vezes podem tentar expressar-se e não da melhor forma por serem crianças, e a nossa função é compreendê-los. Fazer-lhes entender o sentimento é dar-lhes a possibilidade de aprenderem como lidar com ele. Ainda hoje nós adultos não sabemos lidar quanto mais as crianças. Vamos perguntar-lhes o que sentem, o que querem, porque querem, porque estão a chorar…A mãe precisa de entender e não consegue se ele não falar, tudo isto com muita calma e claro muita paciência.

Bem esta dica é colocada muito em prática pelo Avô Rafael, o meu Pai, sim dei o mesmo nome ao meu filho porque venero este nome e o seu avô eheheh. O meu pai é basicamente um encantador de crianças, tudo com ele tem ótimos resultados ( não sei é se também funcionou comigo em criança eheheh ).

5- Conversem com o vosso filho depois da birra

Façam-lhe entender o que aconteceu e mostrem-lhe a vossa visão comparada com a dele, exponham os prós e contras.

Exemplo: O Rafael está sempre a subir para o sofá e a atirar-se para o chão, basicamente pensa que é o Super-Homem e chegou a fazê-lo uma vez sem sucesso, fomos parar ao hospital com um “galo” na testa gigante mas ele não aprendeu e voltou a fazê-lo vezes sem conta, embora agora esteja muito mais calmo. Expliquei-lhe o que acontecia se ele voltasse a fazer e disse que quando tinha apenas meses tinha ido com ele hospital pois tinha um “dói-dói” por ter saltado do sofá.  Agora fica com receio de se magoar e pensa duas vezes ( quer dizer, depende dos dias, pois este reguila adora passar todos os limites eheheh )

O truque é não desistir à primeira e ir tentando de tudo até resultar! Chato? É de certeza. Vai perder a cabeça? Vai, muitas vezes mas a paciência é a melhor aliada de uma Mãe.

Não nos vamos esquecer que uma criança é emocionalmente imatura, ela não compreende o porquê de não lhe fazermos as vontades. Mas por outro lado a criança também é muito habilidosa e inteligente para saber que consegue levar os pais em determinadas situações. Vai testar-nos até à última e vai passar todos os limites. Vamos ser firmes e dar-lhes a segurança que precisam…

P.S: Estas dicas são apenas conselhos de quem sofre um bocadinho MUITO com as birras, funcionam connosco não quer dizer que seja o mesmo com todas as crianças. Eu não sou nenhuma entendida no assunto, sou apenas uma Mãe que todos os dias tenta aprender algo novo e metê-lo em prática para ser a melhor Mãe que o Rafael poderia ter.

P.S2: Fico à espera do vosso feedback e de mais dicas claro, todas elas são bem vindas 🙂 A Família Rodrigues Ladeira agradece! Eheheh

Beijinhos

PS: Se gostaste deste Artigo e queres receber os próximos em 1ª mão pelo Messenger do facebook CLICA AQUI para subscreveres a minha Lista Exclusiva e tão Especial do Birras em Direto

Lê também estes Artigos

Comentários (4)

  • Patrícia 2 meses ago Responder

    O meu filho tem 4 anos e meio e nunca tinha feito uma birra. Entregou a chucha dele em junho deste ano e começou a fazer birras….a de ontem durou 45 minutos…o irmão agora com 3 anos começou as birras aos 18 meses….e subitamente em agosto deste ano parou e quase não existem…Estou exausta, frustrada e sinceramente acho que este meu cansaço está a ajudar no tamanho das birras…vou continuar as com sugestões, algumas fazia, outras vou aperfeiçoar. Obrigada por mostrar que não sou a única e que os meus filhos não são crianças mal comportadas…apenas fazem birras como as outras crianças.

    Marta Rodrigues 2 meses ago Responder

    Patrícia acredite que eu compreendo mesmo o que passa. É muito difícil ser Mãe, acho que ninguém está preparada para esta nova fase da sua vida que é tão linda mas ao mesmo tempo é tão frustrante. Hoje fiquei com o meu filho em casa porque estava meio doentinho e na realidade quem ficou doente fui eu, estava com a mesma energia ou mais ainda que nos outros dias, birras desde as 7h da manhã e não ouve nada do que eu peço ou digo. Fácil? Certamente não o é. Às vezes penso que o problema seja nosso, meu e do pai pela educação. Enfim…Beijinhos grandes e boa sorte

  • Mara 2 meses ago Responder

    O meu filho tem 21meses e para tomar banho faz birra,para sair de casa a mesma coisa agora tá na fase que quando acorda tem de levar as almofadas com ele para a sala,para ir para o carrinho quando e para sair faz birra,com está sugestões já terei mais ideias para lidar com as birras dele.obrigado

    Marta Rodrigues 2 meses ago Responder

    Ainda bem Mara. É mesmo muito difícil lidar com as birras deles, ficamos bastante frustradas mas não custa nada tentar! 🙂 Beijinhos e boa sorte 😛

Deixar Resposta