Trigémos? Como assim? - Birras em Direto

Trigémos? Como assim?

Quando soube que estava grávida marquei logo a consulta com a minha Obstetra, a Dra Eugénia Chaveiro e só queria saber se estava tudo bem e quais seriam os cuidados a ter daqui para a frente. Durante a ecografia brinquei com a médica e perguntei se era só um e contei a história da minha avó que teve 3 pares de gémeos, sim 6 filhos foram gémeos. Ela riu-se e disse que não sabia se era influência minha mas estava a ver mais uma placenta, no entanto para confirmar pediu-me que fosse almoçar e que regressasse depois para a Dra Susana Pinho fazer nova ecografia e confirmar.

Claro que durante o almoço pensei nisso, pensei na possibilidade de serem gémeos, visualizei uma casa cheia, o Rafa todo contente com os irmãos, pensei nas despesas como é óbvio…Enfim vieram-me à cabeça todas as questões e mais algumas. 

Liguei ao meu marido, ele estava em reunião, até engoliu em seco, liguei à minha Mãe e ela diz-me que já tinha pensado nisso. Aquela mulher tem um 6º sentido bem apurado. Voltei e fiquei à espera que me chamassem. Quando entro para fazer a ecografia, a médica confirma que são gémeos, cada um tem a sua placenta, logo são gémeos falsos, mas…

A Doutora faz uma cara estranha, olha para a enfermeira e para mim e diz…Oh Marta não são dois…Estou a ver um terceiro saco gestacional…

Oi? Como assim? O meu cérebro congelou…Estava sozinha a receber aquela notícia, como é que eu iria assimilar aquela informação? Fui apenas à consulta normal e saio de lá com a notícia que posso ter 3 filhos a gerar dentro de mim?

Ok…vamos ter calma, a médica disse-me logo que tinha de repetir a ecografia daqui a 10 dias pois ainda era muito cedo para conseguir confirmar tudo com muita clareza.

Nem sei como saí de lá, a minha Obstetra pediu-me para a acompanhar à sua sala porque viu mesmo que fiquei abananada. Claro que fico contente mas ela mostrou-me todos os prós e contras. A gravidez é de altíssimo risco nestes casos, um deles pode não se desenvolver e acaba por não sobreviver.

Não sei o que pensei, acho que não estava em mim. Ainda por cima o meu cartão multibanco não estava a funcionar e eu não conseguia sair do hospital porque tinha de pagar o parque, liguei ao meu marido e tive de esperar por ele.

Contei-lhe tudo e avisei-o para não ficar muito efusivo porque a eco teria de ser repetida para ver tudo melhor, estava com apenas 5 semanas, estava tudo muito no início.

Claro que pensámos e falámos durante os próximos dias sobre o assunto…Claro que imaginámos a nossa vida com 4 filhos, a revolução que seria, mudar de carro, mudar de casa, as despesas…

Na primeira gravidez não tive muitos sintomas, apenas quebras de tensão e algumas contrações às 30 semanas e tive de ficar internada porque o Rafa quis nascer mais cedo. Não tive enjoos, nem dores, nem desejos, nem sono, nem cansaço e o birras aguentou na minha barriguinha até às 38 semanas e 3 dias 🙂

Desta vez está a ser tudo diferente, estou cansadíssima, sempre cheia de sono, não consigo comer bem, tudo me enjoa, só de pensar em comida até fico agoniada.

E foi num desses dias que estava mesmo mal, cheia de dores no baixo ventre, nos rins, com tonturas, cheia de sono que decido ligar para a saúde 24 onde me aconselharam a ir de imediato ao hospital.

Cheguei e sou atendida por um médico extremamente bruto, nada simpático e que foi tão rude ao ponto de me dizer:

“Você não vai ter nada trigémeos , você tem gémeos e o terceiro saco está a ser absorvido pelo corpo ou então era a placenta descolada, agora vá para casa que está tudo bem consigo. Não diga à sua família porque ainda é cedo e um pode não sobreviver ou os dois. Nós não sabemos, não somos advinhas…”

E foi este parvalhão que apanhei…não tenho outro nome para lhe chamar.

Saímos de lá com a sensação de que o chão se desmoronou outra vez, que nada sabíamos, cheios de medo.

E foi desta forma que soubemos que afinal não eram trigémeos mas sim gémeos…

Mais tarde fiz ecografia com outra Doutora ao qual me diz que era mesmo o terceiro saco mas estava a ser absorvido pelo corpo porque não estava a desenvolver-se como os outros dois. Pelo que me disseram esta é uma situação bastante recorrente.

Só quero que tudo corra bem e que venham com saúde, é o meu maior desejo!

Um beijinho grande

Lê também estes Artigos

Sem Comentários

Deixar Resposta